"Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca" (Mateus 26:41)

35 anos da parceria Champagne Bollinger e 007

A parceria entre o champanhe Bollinger e o eterno agente secreto James Bond acaba de completar 35 anos. Bollinger aparece nos filmes da série do espião como sua bebida preferida desde 1973. A bebida é destaque em 12 filmes da série; desde o primeiro "Viva e Deixe Morrer", estrelado por Roger Moore em 1973, até o mais recente "Quantum of Solace", com Daniel Craig, que estréia no Brasil dia 7 de novembro.
No longa, dirigido por Marc Forster, Bond saboreia o Champagne La Grande Année 99 em três cenas: duas luxuosas recepções na Suíça e no Panamá e, como de costume, na suíte de um palácio.
A admiração do espião pelo espumante é expressa verbalmente em alguns dos filmes. Em "007 - Contra o Foguete da Morte" (1979), Bond exclama "Bollinger 69, você estava me esperando!" ao ver a garrafa no quarto da bond girl Lois Chiles. Em "007 - Um novo dia para morrer" (2002), ele pede uma Bollinger 1961 no Peninsula Hotel, em Hong Kong.
Renomada no mundo do vinho, Bollinger é um grande nome do champanhe. Fundada em 1829, é uma das poucas a receber as máximas cinco estrelas de Robert Parker, e a mais alta nota já concedida pelo crítico a um champanhe (98 pontos).
Aproveitando o lançamento do filme (Quantum of Solace), e a parceria (Bollinger x James Bond) a casa francesa de champanhe Bollinger, fundada em 1829, lança no mercado norte-americano uma inovadora embalagem para champanhe temática de James Bond. O produto em forma de uma bala de aço possui tranca e a gravação "Bollinger 007" em sua superfície. Ela guarda um champanhe magnum Bollinger Grand Année 1999.




A embalagem, criada pelo designer francês Eric Berthès, é guardada dentro de outro recipiente de madeira. O peso de todo o pacote é de cerca de 22 quilos, e seu custo é de US$5,800. A edição é limitada; somente 207 "balas" numeradas serão produzidas.




Fonte: http://revistaadega.uol.com.br/
Postar um comentário