"Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca" (Mateus 26:41)

As Mulheres Preferem os Tintos

As mulheres preferem mesmo é o vinho tinto. Esta foi a conclusão de um estudo feito com 10.500 pessoas, em cinco diferentes países  (França, EUA, Reino Unido, Alemanha e Hong Kong). O mesmo estudo concluiu que seis em cada dez mulheres costumam provar pelo menos uma taça da bebida por semana.
Apesar do que se dizia que as mulheres tendiam a gostar de vinhos mais leves, em especial brancos e rosados, o resultado da pesquisa não deixou dúvidas quanto à preferência feminina: 51,1% das entrevistadas apontaram o vinho tinto como sendo a bebida favorita. Em segundo lugar, bem atrás, com 26,4% das respostas veio o vinho branco. Entre as mulheres com mais de 46 anos, a supremacia dos tintos é ainda maior: 58% das entrevistadas apontaram este tipo de bebida como a favorita delas.
A pesquisa foi feita entre março e abril de 2011, com inglesas, alemãs, francesas, norte-americanas e chinesas de Hong Kong. Os rosados, tidos por muita gente como um vinho tipicamente feminino, não foram de todo mal. Na França, 18,1% das entrevistadas declaram preferir este tipo de vinho. Na média internacional, 16% do voto feminino foi para o vinho rosado.
Outro interessante dado revelado pela pesquisa foi que 58% das entrevistadas disseram entender tanto ou mais de vinho do que os homens. Entre as norte-americanas, a confiança no taco foi ainda maior: 67% das mulheres apostam que sabem o mesmo que eles.
Na hora de escolher o rótulo a ser bebido, cada povo tem o próprio hábito. Na França, 70% das mulheres disseram se guiar pela região de onde o vinho vem. Nos Estados Unidos, é a uva que determina a escolha para a maioria das entrevistadas. Pragmáticas, as inglesas decidem o que irão beber principalmente por conta do preço. Mas se a pesquisa for separada apenas por idade, uma tendência fica bem clara: entre as mais jovens (18 a 30 anos), o preço é o principal determinante na hora de escolher o rótulo. Já na faixa entre 46 e 60 anos, é a região o fator principal na hora de decidir o que comprar.

Fonte: Wine Report 
Postar um comentário